Aceptar

Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar la experiencia de navegación y ofrecer contenidos y servicios de interés.
Al continuar con la navegación, entendemos que se acepta nuestra política de cookies.

Ambiente rural

- 2555_1271272006172743.jpgGijón é cidade, mar, indústria mas também conserva o seu espírito rural nas vinte e cinco paróquias que rodeiam o núcleo urbano.

Em Baldornón, Bernueces, Cabueñes, Caldones, Cenero, Deva, Fano, Fresno, Granda, Huerces, Jove, Lavandera, La Pedrera, Leorio, Poago, Porceyo, Roces, Ruedes, Santurio, Serín, Somió, Tacones, Tremañes, Vega e Veriña podemos encontrar restos das formas tradicionais de vida no mundo rural, onde se conserva essa estreita relação entre os habitantes da zona e a natureza.

Uma natureza a cinco minutos da cidade da qual os visitantes e cidadãos podem desfrutar os 365 dias do ano.


Flora e Fauna

A vegetação enquadra-se no tipo atlântico: floresta mixta de castanheiros e carvalhos; galerias florestais com amieiros, freixos e salgueiros, e nas zonas mais húmidas matorrais e prados naturais.

A transformação urbana e industrial interferiu na presença de espécies autóctonas, dando um protagonismo maior às espécies forasteiras como o eucalipto e o pinho. Desta forma, têm-se generalizado as pradarias e prados de ceifa para a alimentação ganadeira.

O município gijonês conserva um certo arvoredo notável em dimensões e em conservação como:


Monumentos naturais

Gijón goza de dois Monumentos Naturais no seu território, consoante a definição que estabelece o Plano de Ordenamento dos Recursos Naturais de Astúrias (PORNA):


Miradouros naturais

Contemplar esplêndidas panorâmicas do concelho é possível desde qualquer um destes três miradouros naturais, estratégicamente situados: