Aceptar

Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar la experiencia de navegación y ofrecer contenidos y servicios de interés.
Al continuar con la navegación, entendemos que se acepta nuestra política de cookies.

Monumentos

No bairro de Cimadevilla concentram-se grande número dos monumentos locais como o Palácio "de Revillagigedo", a Colegiada de "San Juan Bautista" e as capelas de "La Soledad" e "Los Remedios". Ao lado desta última encontra-se a Casa Natal de Jovellanos, um palácio tipicamente asturiano do século XV e actual Museu de Gijón.

Na parte mais alta de Cimadevilla e em frente ao mar Cantábrico podemos ver a monumental obra escultórica "Elogio del Horizonte" (Elogio do Horizonte), levantada aí pelo artista Eduardo Chillida no ano 1990. Na ensancha gijonesa, encontramo-nos com oedifícios tão notáveis como o Instituto Jovellanos, hoje centro de múltiples actividades culturais, mas também numerosos exemplos de arquitectura modernista de princípios do século XX e do racionalismo que em Gijón deixou obras muito importantes.

Nos arrabaldes da povoação é obrigatório visitar pequenas igrejas românicas como as de "San Andrés de Ceares" e "San Juan de Fano", palácios como o de "San Andrés de Cornellana" (convertido em Albergue da Juventude) ou em Somió o assombroso Palácio "de los Bauer", de estilo modernista.